06/03/15

* Para assistir (e baixar a trilha sonora): Filme "Simplesmente Acontece"! ♥

postado por Carol Daixum

Ontem fui ao cine assistir Simplesmente Acontece. Como uma boa romântica, me apaixonei pela história (mais pra frente conto sobre ela). Mas a minha paixão foi além: adorei quase todas as músicas que deram um toque a mais no filme. Trilha sonora para baixar e relembrar das cenas fofas, de chorar de rir e de chorar mesmo. Para o post de hoje, selecionei as minhas cinco músicas preferidas! Vamos lá?

Trilha Sonora: Simplesmente Acontece
Top 5! 

3. Littlest Things - Lily Allen *p.s: o vídeo está no post. ;-) 


Música preferida! ;-)

Essa música do vídeo que eu coloquei é a minha preferida das preferidas. Sobre as outras músicas: têm algumas não tão bonitinhas assim, mas são legais para escutar e extravasar. Outras são boas para colocar na playlist "calminha", sabem? Ah! Destaque para a música Suddenly I See. Sempre que eu escuto, lembro do filme O Diabo Veste Prada, mas achei que casou direitinho com uma das cenas do filme do dia. 

Sobre o filme mesmo: mega indico! O livro deve ser melhor (louca para ler), mas amei assistir na telinha. Para quem não sabe, Simplesmente Acontece conta a história sobre os jovens britânicos Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin). Eles são amigos inseparáveis desde a infância e juntos enfrentam dificuldades amorosas, familiares e escolares. Desde o comecinho, é nítido que os dois sentem algo a mais um pelo outro, mas a amizade acaba sempre falando mais alto. Porém, o destino dá uma forcinha e, claro, prega algumas peças também hahaha! Uma história que rende boas risadas, algumas lágrimas também e lições valiosas de uma forma bem sútil. O final? De arrancar suspiros! Sai do cinema leve e bem feliz. Os atores são ótimos. E uma dica: prestem atenção na cena dela lendo a carta do pai: um dos conselhos mais valiosos.  

Trailer fofo! ;-)


Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Corre para o cine! E, claro, podem opinar à vontade! ;-)

Beijos,
Carol. 

P.S: crédito da imagem - Site Adoro Cinema! ^^


05/03/15

* O drama de ter gostos adolescentes aos 27 anos – Projeto Drama Queen #20 (Por Teca Machado)! ♥

postado por Carol Daixum

Por Teca Machado! 

- Mas quantos anos você tem?
- 27.
- E isso não é para adolescentes?
- É, mas e daí?
- E daí que você não é uma adolescente mais.
- Quem te disse que não?
- A sua idade.
- Pois eu vi uma matéria esses dias que dizia que a adolescência vai até os 25 anos. Passei só um pouco.
- Não me convenceu. Você não é adolescente.
- A minha mente é.
- E você teria coragem de ir num show deles?
- Claro. E por que não teria?
- Porque você seria a única pessoa adulta que não foi para levar os filhos.
- E daí?
- Você não tem vergonha?
- Nenhum pouco. Ainda mais porque se eu for ao show, vou enxergar o palco todo sendo mais alta dos que as meninas de 14 anos.
- Por que você não escuta músicas feitas para a sua idade?
- E existe isso?
- Claro! Sertanejo universitário, por exemplo. Muito mais maduro.
- Prefiro ouvir músicas bonitinhas, doces e românticas para adolescentes do que sertanejo sem letra.
- Mas sertanejo é romântico também.
- Aham. Só que não, né? Todas as músicas envolvem só três temas: Fui traído, quero te pegar e vou me afogar de tanto beber.
- Melhor do que os seus One Direction, Taylor Swift e Glee da vida.
- Não concordo.
- Ok, e quando você vai começar a ler livros de adultos?
- Eu já leio livros de adultos.
- É, mas também lê a série Percy Jackson, os livros da Meg Cabot, Harry Potter, fantasia e comédias românticas açucaradas.
- E qual é o problema?
- Isso não é para você.
- Quem disse?
- A sua idade.
- Idade é algo relativo. Minha mente se recusa a ter quase 30.
- Você nunca vai crescer...
- Já cresci, mas meus gostos continuam adolescentes. Qual o problema?
- Cadê a sua maturidade?
- Está onde eu preciso ter maturidade, não no meu gosto por livros, filmes e música. Eu gostar disso te atrapalha? Te faz mal? Te machuca?
- Não...
- Então me deixa, oras.

*** 

Esse tipo de conversa acontece comigo direto, só porque eu tenho gostos extremamente adolescentes. Não tenho vergonha de assumir e nem me incomodo. Nesse caso, as pessoas é que fazem drama para cima de mim. Raro isso acontecer, né?

O Projeto Drama Queen é uma parceria lindona entre o Casos Acasos e Livros e o Pequena Jornalista. Analisamos os dramas do dia a dia com muito bom humor e exagero. Quer contar para nós a sua história? Envie um e-mail para pequena.jornalista@gmail.com.

Teca Machado. 


Autora do romance chick lit I Love New York, Teca Machado é uma devoradora de livros e filmes desde 1988 (Ok, mentira, desde 1994, quando aprendeu a ler). Alguém que compra livros pela capa, chora até com propaganda de margarina, é apaixonada por trailers, tem gostos mais adolescentes do que meninas de 14 anos, sonha com dinossauros e com o Bon Jovi, dá risada de si mesma, canta alto e dança no carro e pretende ser autora de Best Sellers. ;-)  * Dona do Blog Casos Acasos & Livros



04/03/15

* PJ News: Março - Filmes, Make, Frio & Mundinho literário! ♥

postado por Carol Daixum

Oi, Gente! Tem seção nova por aqui: PJ News! ;-) A partir de hoje, todo início de mês vai rolar um post com algumas novidades relacionadas ao mundinho literário e, claro, ao universo feminino. Também vou acrescentar estreias de filmes e outras coisitas mais que tenham a ver com o blog. Acho que vai ser bem útil esse tipo de post. Enfim, vamos lá? 


Créditos das Imagens: 1. Divulgação / 2. Site Sephora / 3. Site Adoro Cinema 
Preços: 1. Sobretudo Renner - R$ / 2. Máscara de Cílios Benefit - R$ 119 / 3. Cine - depende do cine, né? hahaha! 

Para começar, separei três itens bem femininos. Foi mal, meninos! Mas fica a dica para o Dia Internacional da Mulher hihihi! ^^ Peça desejo do mês é esse sobretudo (casaco, sei lá hahaha). Recebi esses dias algumas imagens da coleção outono/inverno da Renner e eu amei essa que eu selecionei para o post. Rezando para ter o meu tamanho e para fazer um frio digno aqui no Rio hahaha. Produtinhos de beleza: se eu não me engano, a máscara Roller Lash, da Benefit, foi lançada no mês passado. Porém, entrou na minha wishlist desse mês mesmo, mesmo ela sendo bem carinha, Aliás, alguém já testou? O preço faz jus? Conta aí! ;-) E para finalizar essa parte: essa quinta-feira (pelo menos aqui no Rio) estreia o filme Simplesmente Acontece. Como eu não dispenso uma história romântica, estou louca para assistir. Ah! E para ler o livro também! 

Crédito das imagens: 1. Instagram da escritora Laura Conrado / 2. Site Adoro Cinema / 3. Site Livraria Saraiva
Preços: 1 - Nada, né? hahaha / 2. Depende do cine! ;-) / 3. R$ 23,90 (na livraria saraiva) 

Recadinho literário: o blog da escritora Laura Conrado (autora da série Freud Me Tira Dessa) está de cara nova, fofo e com posts bem bacanas! ;-) E não para por aí, ela também está com um canal no Youtube. Por enquanto, só assisti um, mas já percebi que rende boas risadas e a gente aprende com os vídeos #lauramecontaessa! Quem quiser conferir, é só clicar aqui. Outro lembrete: fãs da trilogia Divergente, Insurgente estreia nos cinemas dia 19. Uhul \o/! Louca para matar a saudade do Quatro ;p! E como eu falei essa semana no blog, ansiosa para chegar o dia 23 e terminar o livro "A Mais Pura Verdade".

Acho que é isso, gente! Quem tiver sugestões para essa seção, é só falar! Ah! Claro que as novidades vão além desses seis itens que eu selecionei. Se alguém quiser acrescentar algo, só colocar nos comentários. Desses seis lançamentos/estreias, o que vocês estão loucos para ter, assistir ou ler? Podem opinar à vontade! ;-) 

Um beijo, 
Carol.


02/03/15

* Radar Literário: A Mais Pura Verdade! ♥

postado por Carol Daixum

No dia 23 de março, a editora Novo Conceito irá lançar o livro A Mais Pura Verdade. Em sua estreia literária, o autor Dan Gemeinhart conta a história do Mark, um menino que adora tirar fotos, escrever haicais em seu caderno e sonha em escalar uma montanha. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. A princípio, uma vida normal, mas não para por aí. Mark está doente! Uma doença que envolve tratamento, hospital e muitos pacientes não melhoram. Sendo assim, o adorável protagonista foge com o seu cachorro, sua máquina fotográfica, seu caderno e um plano. Parece que seu sonho de alcançar o topo do Monte Rainier está mais perto do que ele imagina. ;-)


Quem acompanha o blog e me conhece um pouco sabe que o meu gênero preferido é literatura chic, mas histórias que me ensinam, sempre têm um espaço cativo na minha estante. Fiquei bem feliz quando recebi da editora uma prévia com os seis primeiros capítulos desse lançamento. Aliás, achei bem legal essa iniciativa da editora enviar essas primeiras páginas para todos os blogs que participaram do processo seletivo "pareceria", mesmo aqueles que não foram selecionados (o meu caso hehehe). Enfim, já devorei as primeiras páginas do livro e agora vou contar um pouco sobre as minhas impressões. 

Nessa degustaçãozinha, fiquei bem angustiada. Na minha opinião, uma das maiores injustiças do mundo é uma criança doente. Se para um adulto já é difícil, imagina para um garotinho. Ainda mais andando por aí sozinho! Fiquei me imaginando no lugar dos pais, da amiga, dele e, meu Deus me deu um aperto no coração. Quando ele decidiu fugir de casa, quis entrar na história e alertar sobre os perigos. Claro, que o objetivo é incrível. Mas e os riscos? Fiquei menos nervosa quando ele decidiu levar o seu fiel companheiro. Aliás, nesse livro temos a "prova viva" de que o cachorro realmente é o melhor amigo do homem. Beau é doce, companheiro e não deixa o seu dono por nada nesse mundo. E defende ele com unhas e dentes! Por enquanto, essa foi a parte que mais me emocionou.

Descobri também que tem gente que é má e sem coração. Em contrapartida, encontramos pessoas que parecem anjos e que nos dão força. Torci tanto para o nosso protagonista desistir da ideia assim que a sua primeira noite termina nada bem. Mas parece que mesmo sendo tão novinho, Mark não vai desistir do seu ideal por nada nesse mundo (pelo menos eu acho). E de certa forma, isso foi um tapa na minha cara. Quantas vezes desistimos por tão pouco, né? Claro que têm situações e situações, mas acho que deu para entender. ;-) Eu sei que ainda tem muita história pela frente, mas já vi que essa vai ser uma das melhores lições. 

Sobre a capa, acredito que no decorrer dos outros capítulos, ela terá mais sentido (pelo menos para mim). Ah! Um diferencial desse livro bem interessante é que entre um capítulo e outro, temos sempre um meio capítulo no meio. Por exemplo, entre o 2º e o 3º, existe o capítulo 3 e meio. E nessas partes, o autor mostra o outro lado da história, ou seja, o que os pais estão sentindo, a Jessie também. Nunca tinha visto isso e achei bem bacana a ideia. 


Acho que é isso, gente! E o que vocês acharam da prévia? Podem opinar à vontade! ;-)

Beijos,
Carol.