26/03/15

* O drama de ser dramático – Projeto Drama Queen #23 (Por Teca Machado)! ♥

postado por Carol Daixum


O drama de ser dramático
Por Teca Machado


Vivemos falando aqui na coluna Projeto Drama Queen sobre o drama de ser isso, o drama de ser aquilo, mas nunca falamos sobre o drama de ser dramático! É, minha gente, não é fácil ter que *ajeitar a coroa* o tempo todo, se melindrar com os pequenos aspectos da vida e ainda ouvir as pessoas reclamando que você faz tempestade num copo d’água.

Me desculpa, sou assim, o meu coração é sensível e sempre será. Quase canto a música de Gabriela toda vez que alguém me manda engolir o choro ou parar de fazer drama. “Eu nasci assim, eu cresci assim, eu sou mesmo assim, vou ser sempre assim...” Deal with that, my friend! Desses olhinhos sempre cairão lágrimas por qualquer motivo aparentemente besta. Costumo dizer que não tenho culpa de fazer drama, meus canais lacrimais vieram com defeito. Eles só respondem a si mesmos, não a mim.

Um ponto muito importante de ser dramático é que qualquer coisinha que sai fora do roteiro nos descabela. Se você assiste Friends, vai entender quando eu disser que nesse ponto me identifico com a Monica (Courtney Cox). Se acho que a pessoa está chateada comigo, mesmo por algo bobo, fico sem paz, quero fazer de tudo para que ela me ame loucamente de novo. E sei que a Carol Daixum me entende, já que ela é igualzinha e nossos papos sempre tem um “Você está chateada comigo? Desculpa”. Bom que as duas loucas se completam.

Claro que eu preferia não me deixar ser atingida por quase tudo nesse mundo, mas o que posso fazer? Sou basicamente feita de manteiga, derreto fácil fácinho. Então o que me resta é abraçar esse meu lado dramático e ser feliz assim. Lady Gaga já dizia em Born This Way, “just love yourself and you’re set” (Apenas ame você mesmo e você está pronto). Estou me amando, estou me amando!

Ser dramático não é uma escolha. Você é. A drama queen pode até tentar mudar isso, mas é basicamente impossível. Traços de personalidades não são mutáveis, atitudes sim. Então você pode até ter aprendido a segurar o choro, não reclamar em voz alta ou dar chilique. Por fora pode até ser uma pessoa ponderada, mas com certeza por dentro você estará se remoendo. Eu sei do que estou falando, já tentei.

***

Lembrando que o Projeto Drama Queen é uma parceria entre o blog Pequena Jornalista e o Casos Acasos e Livros. Achou que nós somos exageradas demais? Relaxa, é de propósito, aí que está a graça! Quem quiser ler os textos anteriores, é só procurar na caixa de busca ao lado. Quer participar dessa coluna? Mande um e-mail para pequena.jornalista@gmail.com. Quer ver um tema que te faz ter dramas? Dê sugestões.

Em breve teremos novidades, fique de olho!

Beijos,


Teca Machado. 


Autora do romance chick lit I Love New York, Teca Machado é uma devoradora de livros e filmes desde 1988 (Ok, mentira, desde 1994, quando aprendeu a ler). Alguém que compra livros pela capa, chora até com propaganda de margarina, é apaixonada por trailers, tem gostos mais adolescentes do que meninas de 14 anos, sonha com dinossauros e com o Bon Jovi, dá risada de si mesma, canta alto e dança no carro e pretende ser autora de Best Sellers. ;-)  * Dona do Blog Casos Acasos & Livros


23/03/15

* Wishlist Dulce Amor: Bunny! ♥

postado por Carol Daixum

Em clima de Páscoa, hoje a wishlist com peças da lojinha online Dulce Amor (parceira do blog) tem coelhos e fofurices doces. Tudo a ver, né?  Se você quer renovar no presente, opção fofinha da marca é o que não falta. Tem de tudo um pouco: imã de geladeira, adesivo, porta e cofrinho cupcake. Coisinhas que são super bem-vindas nessa época, mas que dão um toque a mais em qualquer outra também. Vamos lá? ;-) 


P.S: Para mais informações (preço e tal), é só clicar em cada nome, ok? ;-) 

Tudo bem fofo, né? Queria os quatro itens, principalmente os imãs e o cofrinho em formato de cupcake. São as minhas peças preferidas desse post. Eu sei que está um pouquinho em cima da hora, mas quem quiser presentear alguém especial nessa data mais especial ainda, acho que ainda pode dar tempo. Mas se você é apaixonada por coelhinhos e louca por cupcakes, independente da época do ano, vai sem pressa. Lembrando, que leitoras do blog tem desconto de 10%. Na lacuna de desconto é só digitar "pequena jornalista" e pronto!

E qual é a fofurice que vocês mais gostaram? Contem, contem! ^^ 

Um beijo, 
Carol. 

Site Dulce Amor ♥ Instagram: @mila.dulceamor 

Todo mundo  já curtiu a Fan Page do blog? 
Podem sugerir, criticar e por aí vai! 
Ainda não curte? Clica, clica! 


22/03/15

* Para pensar: Muita calma nessa hora! ♥

postado por Carol Daixum


"Tudo passa, tudo muda, muita calma nessa hora (...)"
(Música: Muita calma nessa hora / Cantor: Leoni) 

Você tem acordado com dois pés esquerdos? Aperta o play! Acho que essa música pode dar uma ajudinha extra. Não que ela faça milagres, mas talvez ela ajude um pouquinho. Você pode olhar a situação de um outro jeito, nem que seja durante três minutinhos. ;-) 

Beijos e boa semana, 
Carol.


19/03/15

* Projeto Drama Queen: Não quero mais brincar disso não! #22 ♥

postado por Carol Daixum


Por Carol Daixum 

Se eu pudesse dar um conselho para as crianças, seria: não cresçam! É a maior cilada, gente! Vida de adulto é um porre. Não tem nada de legal e engraçado. Totalmente diferente do que a gente imagina quando é mais nova. Nossos dramas só aumentam. Quando eu era pequena (sinto cheirinho de bullying no ar). Ok, criança! Enfim, voltando ao assunto... Quando eu era mais nova, adorava aquela brincadeira do papel que um "unidunitê" decidia o meu futuro. Tipo, com quantos anos eu iria casar, quantos filhos eu teria, o nome do cara que ia me esperar no altar, lugar que seria o meu lar doce lar, o meu trabalho e por aí vai. 

Hoje eu tenho um Ó-D-I-O dessa brincadeira!! Na boa, espero que a pessoa que inventou isso esteja pagando por cada canetinha que ela me fez gastar. Cada planinho que ficou preso na bosta daquele papel. O negócio só enrola a gente. Pelas minhas contas, já era até para eu estar me divorciando, gente! Levando a Dudinha no colégio e já de rolo com o segundo nome da lista de pretendes. Eu seria escritora e colunista da Capricho. E morando em Dallas.  

Realidade? 28 anos, só acho sapo (cadê o meu príncipe no cavalo branco, hein Walt Disney???). Ah! A única "pessoa" que recebeu o nome de Maria Eduarda, até o momento, foi uma pedra renal. Estou longe do Texas, mas tudo bem hoje em dia eu prefiro Itália mesmo. Se ferra aí, brincadeirinha do papel!! Emprego? Sonho em publicar meus livros, mas no momento? Mandando currículo que nem uma corna. Que saudade quando a minha única preocupação rezar para o "unidunitê" cair no nome do menino mais lindo do colégio. Estudos dizem que não está fácil. Ô vida! Ai, gente! Alguém me livra dessa brincadeira? Posso voltar a ser café com leite? Grata! ;´-p  

Notas Drama Queen: 

- Eu tive pedra no rim e coloquei o nome de Maria Eduarda. A pedra é minha e eu faço o que quiser! 
- Minha filha vai ser proibida de assistir Disney. A primeira viagem dela vai ser para Las Vegas para ela ter noção dos "príncipes". 
- A nota anterior é brincadeirinha. ;-) Er... Mais ou menos! Mas ela vai se acostumar desde pequeninha que os príncipes nem sempre vem nos salvar de uma rainha má.
- Se alguém não conhece essa brincadeirinha do papel: agradeça de coração! Você não sabe a sorte que tem. Mas caso você tenha curiosidade, olhe a última imagem do post. Ah! Minha filha que não apareça com uma brincadeirinha dessas em casa.
- Vale lembrar que todos os posts do Projeto Drama Queen têm uma dose de exagero. Vocês me pegaram num dia de TPM e "não quero mais brincar de ser adulto não". Mas crescer tem as suas vantagens. ;-) 



** 

Lembrando que o Projeto Drama Queen é uma parceria entre o Pequena Jornalista e o blog Casos Acasos e Livros. Ah! Quem quiser ler os textos anteriores, é só procurar na caixa de busca ao lado. Quer participar dessa coluna? É só mandar um e-mail para pequena.jornalista@gmail.com

E podem opinar à vontade! 

Beijos, 
Carol.