25/08/2014

* Diário de Viagem: Cho-co-la-tes que você tem que experimentar na Suíça! :)

postado por Carol Daixum

Uma das sete maravilhas do meu mundinho tem um sabor inexplicável e irresistível. Nove letrinhas que representam muito bem a minha felicidade. Na TPM então, nem se fala! Chocolate para mim é realmente vida! Amo e não vivo sem (e nem quero). Talvez por isso eu ame tanto a Suíça

E nessa minha última viagem, resolvi selecionar cinco chocolates dos Deuses que sempre encontro na Suíça e fazem parte do meu dia a dia quando estou lá. Doce e árdua tarefa! E se você está de dieta, mil perdões! Não resisti e tive que fazer esse post. ;-)



1. Lindt Sweet Duck
A melhor e mais doce descoberta da viagem. Até então, o meu chocolate preferido da Lindt era o clássico vermelho ou aquele com raspas de laranja. Mas esse, sem dúvida, ocupou o primeiro lugar. Não tenho palavras para descrever. Chocolate ao leite com chips crocante. Se você encontrar por aí, vale experimentar. ;-) Fora que a embalagem de pato é a coisa mais fofa. Têm algumas embalagens que ganhamos um patinho de presente. 

2. Chocolat Crisp (perto do quadrinho Love)
Esse é o chocolate preferido da família Daixum: chocolate ao leite com sucrilhos. O preço é super em conta, custa menos de 1 franco. E o sabor é simplesmente maravilhoso! Quem tiver pela Suíça, encontra no supermercado Coop. 

3. Milka Schoko & Keks
Qualquer Milka é bom, mas esse com biscoito é vida! Mais nada a declarar! 

4. Kinder Bueno Mini
Na minha bolsa é um item que não pode faltar. Sou viciada em Kinder Bueno e adorei essa versão mini. O problema é que acaba rápido demais. Ainda bem que existe no Brasil! 

5. Kinder Schoko Bons
Kinder em formato de bombom mini. Sempre assalto a cozinha de madrugada para comer um! Ótimo para adoçar a vida. 

**

Claro que muitos ficaram de fora! Como a gente sabe, chocolate é o que não falta na Suíça. Tem até de ovomaltine (muito bom, por sinal). Alguns eu acredito que a gente não encontre por aqui, mas outros sim, como o Kinder Bueno. Ah! Lembrando que nem todos são suíços, mas todos do post encontramos por lá! 


Ah! Quem quiser presentear a família e os amigos com chocolates (para mim, o melhor presente), seguem duas dicas de lugares para comprar chocolates na Suíça: Otto`s, é tipo um mercado com os melhores preços e ótimas promoções. E tem a loja Läderach, que fica em Locarno (mas tem em outras partes da Suíça). É bem mais cara, mas vale dar um pulinho para conhecer e comprar uma besteirinha. É uma das minhas lojas preferidas! Por que será? hahaha ;p

A minha loja preferida da Suíça: Läderach

É isso, gente! ^^
O post mais doce de todos. Gostaram? Podem opinar à vontade! 

Um beijo, C.

P.S: Crédito das fotos - Pequena Jornalista! ;-)


24/08/2014

* Para Pensar: Viajar e descobrir! :)

postado por Carol Daixum



"Nos últimos meses, viajei não somente por cidades diversas, mas por possibilidades. 
Descobri o que queria para a minha vida. Talvez tenha descoberto minha própria vida sem querer. 
E foi ali, em cada chegada e partida, que aprendi que há sempre um caminho para os sonhos."
(Trecho livro Malas, Memórias e Marshmallows)

Nada melhor do que viajar, refletir e descobrir. Esse trecho traduz o que eu senti na minha última viagem. Nos últimos meses viajei por possibilidade e descobri o que realmente eu quero para a minha vida. Acho que no fundo sempre desejei o que descobri, mas sair da zona de conforto não é uma tarefa fácil, até mesmo quando a zona não é nada confortável. Mas hoje eu tenho mais coragem para seguir o que eu realmente eu quero e sonho. Dá frio na barriga. Mas a vontade é maior do que o medo. ;-)

Alguma viagem mudou a sua vida por completo? Conte aí na caixinha de comentários! 

Um beijo e bom domingo, 
C. 

P.S: Tirei essa foto no último dia da minha viagem. Lá no Lago Maggiore, que fica na Suíça! 


20/08/2014

* Parabéns, PJ! ^^ (e o resultado do sorteio Mimos & Palavras)

postado por Carol Daixum

Parece que foi ontem. Uma pequena recém-formada em jornalismo com vontade de ter o seu próprio blog e escrever de tudo um pouco. E assim, o Pequena Jornalista nasceu e hoje faz cinco anos. Incrível, né? Um simples hobby virou parte da minha vida e hoje não me imagino sem. Parece blá-blá-blá, mas todos os posts são feitos com carinho, amor e dedicação. Às vezes bate preguiça, fico sem criatividade. Às vezes fico frenética, post atrás de post. Ideia atrás de ideia. Nesses cinco anos, nunca pensei em abandoná-lo. Nunca, nunquinha. Abrir mão dele, seria abrir mão de mim. O blog é uma terapia extra. Me ajuda a superar momentos difíceis e a compartilhar momentos extraordinários com vocês. Deixa as minhas viagens e leituras mais divertidas e a minha curiosidade mais aguçada. Tudo que eu passo, vejo, leio, questiono, fico com vontade de compartilhar no PJ. Todos os comentários, sem exceção, me deixam alegre. Saber que as pessoas clicam no meu cantinho é uma felicidade inexplicável. Amo cada visita, cada curtida, cada crítica para o bem. Simplesmente amo fazer parte da blogosfera. Fico feliz que mesmo com as mudanças que o PJ sofreu, a essência continua a mesma do 1º dia. Amei cada layout que passou por aqui (e o atual então nem se fala). Amo todas as colaborações (através de um palpite ou de um post). Amo saber que as pessoas levam a sério e acreditam no PJ. Acreditar no PJ é acreditar em mim. 

Obrigada a todos que de alguma forma contribuem diariamente para o PJ. Leitores antigos e novos. Aqueles mais tímidos e aqueles que comentam freneticamente. Obrigada a minha família, fã número um do blog! Obrigada a todos os meus amigos da vida fora da net. Obrigada a todos! E que venham mais cinco, dez, quinze e infinitos anos! Vida longa ao PJ!!! Muitos posts, comentários, criatividade para essa pequena blogueira que vos bloga com muito carinho e amor! ;-)



E agora para finalizar o post com chave de ouro... Tchan Tchan Tchan... O resultado do sorteio "Mimos & Palavras" (para comemorar o niver do PJ). E a grande vencedora do Kit (com os dois livros da série "Freud Me Tira Dessa", o livro "I Love NY", lindos marcadores, chocolate e um rímel poderoso) é a Isabella Niquito. Parabéns!! Você tem dois dias para mandar o seu endereço para o e-mail pequena.jornalista@gmail.com.




Aproveito mais uma vez para agradecer a parceria com as autoras Teca Machado e Laura Conrado! Também agradecer a todos que divulgaram o sorteio, principalmente a minha irmã Lulu e a minha mamys. Muito obrigada! Em breve, vou realizar mais sorteios, ok? ^^


E podem mandar o recadinho de parabéns para o PJ! Uhuuullll \o/!
A caixinha de comentário é de vocês!! ;-))

Beijos,
C. 


16/08/2014

* Viajar, comprar e passar a perna na Hermès - Como Entrei na Lista Negra da Hermès (Por Teca Machado)!

postado por Carol Daixum

Por mais alma nerd que eu tenha, como toda garota tenho um lado apaixonado pelo universo da moda. Como profissão, acabei vertendo para o lado de livros, filmes, seriados e etc, mas isso não significa que eu não possa juntar cultura + moda.

O livro Como Entrei na Lista Negra da Hermès, de Michael Tonello, é bem essa mistura. Ele conta a história real do autor, um maquiador americano que se apaixonou por Barcelona e largou os EUA para viver na Europa. Foi tendo um emprego em vista, mas em menos de uma semana deu tudo errado e ele ficou desempregado em um país onde ele não falava a língua, não tinha amigos, havia assinado um contrato de aluguel de cinco anos e sem nenhuma perspectiva de dinheiro.


Desesperado, Michael começou a vender alguns pertences no eBay, inclusive um lenço da luxuosa e exclusiva marca Hermès. Com isso, ele descobriu o fabuloso mundo da Hermès e das mulheres ricas em todo lugar que pagam milhares de dólares sem dó nem piedade por qualquer coisa que tenha o símbolo H e as embalagens laranja. Mas, melhor ainda, ele encontrou o caminho curto, uma fórmula, como ele diz, para comprar as famigeradas Birkins, as it bags, queridinhas do mundo fashion, que custam, as mais baratas, em torno de nove mil dólares e tem filas de espera de mais de dois anos para poder comprar.

A Birkin é algo como a Ferrari: não basta você ter dinheiro para pagar, você tem que merecer, ter a classe necessária e a loja só vende para quem ela quiser.

O autor conta como passou a viajar o mundo todo atrás das Birkins e como enganou a grande corporação Hermès. Depois de um tempo, ele diz que não fazia pelo dinheiro, fazia pela pirraça e satisfação de passar a perna na companhia.


Como Entrei na Lista Negra da Hermès é uma leitura despretensiosa, divertida e ótima para feriado prolongados e dias preguiçosos na praia ou em uma rede. A linguagem é fácil e parece que Michael Tonello sentou com você em um sofá e está te contando pessoalmente tudo o que fez na louca corrida atrás das Birkins. Você fica com vontade de que ele seja o seu melhor amigo e te leve junto para passear pelos mais variados países comprando bolsas. Viagem e compras, quer algo mais divertido? 

Recomendo.

Teca Machado. 

Autora do romance chick lit I Love New York, Teca Machado é uma devoradora de livros e filmes desde 1988 (Ok, mentira, desde 1994, quando aprendeu a ler). Alguém que compra livros pela capa, chora até com propaganda de margarina, é apaixonada por trailers, tem gostos mais adolescentes do que meninas de 14 anos, sonha com dinossauros e com o Bon Jovi, dá risada de si mesma, canta alto e dança no carro e pretende ser autora de Best Sellers. ;-) 
* Dona do Blog Casos Acasos & Livros